Novidades

O poder da alimentação saudável contra o Câncer

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em termos globais, excluindo-se os cânceres de pele não melanoma, o câncer de mama constitui-se no mais frequente e comum tumor maligno entre as mulheres. Estima-se que entre 2018 e 2019 irão surgir 59.700 casos novos de câncer de mama no Brasil.

Esse tipo de câncer não tem uma causa definida, no entanto é possível diminuir os riscos da doença com algumas práticas saudáveis e muito simples.

 

A alimentação e o Câncer

Pesquisas do INCA revelam que se a população adotasse uma alimentação saudável e a prática regular de atividade física, aproximadamente um em cada cinco casos dos tipos de câncer mais comuns poderiam ser evitados. Ou seja, para cada 100 pessoas com câncer, 22 casos poderiam ser prevenidos.[1]

Muitos alimentos estão associados ao desenvolvimento de tumores cancerígenos. A Fundação Nacional do Câncer alerta que o tipo de refeição, a frequência em que é ingerida e o modo de preparo podem aumentar o risco da doença. Além disso, adverte quanto ao consumo de carnes processadas, defumadas ou salgadas, assim como de embutidos, como salsicha, linguiça, mortadela e salame.[2]

Para ilustrar, imagine que você não tira o lixo da cozinha da sua casa por uma semana. Como consequência, apareceram moscas e outros insetos atraídos pelo lixo. Incomodado(a) com a situação você vai até a cozinha e expulsa as moscas, mas deixa o lixo no mesmo lugar. Horas depois você retorna e o cenário é o mesmo de antes, o lixo cheio de moscas e insetos. Mais uma vez você espanta as moscas e sai, deixando o lixo no mesmo lugar.

No dia seguinte, você aceita que somente espantar as moscas não resolveu o problema. Diante disso, joga o lixo fora e limpa a cozinha. Horas depois, percebe que já não há moscas ou outros insetos na cozinha.

Em nosso organismo funciona da mesma forma, enquanto você “espanta” a doença com medicamentos e tratamentos, mas não elimina o que atrai o problema, ela tem grandes chances de continuar desenvolvendo-se.

Com o câncer não é diferente. Uma boa alimentação funciona como o lixo da cozinha que você jogou fora e limpou. Uma má alimentação é como o lixo que você se recusou a tirar da cozinha, e tentou amenizar a situação espantando as moscas.

 

E qual o tipo de alimentação correta?

Para responder a essa pergunta devemos nos voltar ao plano original de Deus para a alimentação do homem. Segundo a escritora norte-americana Ellen White, “Aquele que criou o homem e lhe compreende as necessidades, designou a Adão o que devia comer: ‘Eis que vos tenho dado toda erva que dá semente,… e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente, ser-vos-á para mantimento.’ […] Cereais, frutas, nozes e verduras constituem o regime dietético escolhido por nosso Criador. Estes alimentos, preparados da maneira mais simples e natural possível, são os mais saudáveis e nutritivos. Proporcionam uma força, uma resistência e vigor intelectual, que não são promovidos por uma alimentação mais complexa e estimulante.” [3]

Muito se fala em alimentação saudável, mas a verdade é que poucas pessoa levam esse assunto realmente a sério. É comum pessoas reclamando de que comer saudável é caro. Se você analisar quanto dinheiro gasta com coisas que fazem mal para a saúde, vai se surpreender. Faça uma lista das bebidas açucaradas e cheias de conservantes que compra. Sem falar das bolachas recheadas, chocolates, sorvetes, frituras, enlatados e embutidos. Com toda a certeza, escolhendo um regime alimentar simples e saudável você gastaria bem menos.

Simples. Isso mesmo. Quanto mais simples, melhor. Escolha comer mais alimentos crus e sinta o sabor deles. Evite ao máximo temperos industrializados pois estão cheios de substâncias que fazem mal ao corpo. É provável que no inicio essa não seja uma tarefa fácil, principalmente se você já estiver acostumado com um paladar “carregado”. Ainda assim, não se preocupe, em alguns dias você irá começar a apreciar o sabor de uma alimentação mais simples.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a cada ano 1,7 milhões de vidas poderiam ser salvas se as pessoas aumentassem o consumo de frutas e verduras.[4]

Nunca é tarde para mudar

Uma prova encontrada de que a alimentação e o câncer estão intimamente relacionados pode ser encontrado na vida do ex-empresario Rodney Silva, que decidiu mudar radicalmente sua alimentação, e após ter iniciado o novo tratamento ficou totalmente curado. No caso de Rodney foi possível obter a cura sem o auxílio de quimioterapias, mas isso não quer dizer que tratamento quimioterápico deve ser deixado de lado.

Outro caso bem interessante é o de Edileuza Chaves da Silva, que oito meses após perder sua mãe para o câncer de mama, recebeu o mesmo diagnóstico. Diante da situação e tentando acalmar os familiares, ela disse que havia perdido sua mãe, mas o que o câncer de mama não iria matá-la. Com o propósito de obter a cura, começou o tratamento e mudou sua alimentação. Deixou de lado tudo o que fazia mal para o seu corpo e hoje está totalmente curada.

Nunca é tarde para começar a cuidar do seu corpo. Você é o que você come!

 

Referências

1. Instituto Nacional de Câncer: Alimentação. Acesso em 03 out 2018

2. Fundação Nacional do Câncer: Alimentação não saudável. Acesso em 03 out 2018

3.WHITE, E. Conselhos Sobre o Regime Alimentar.Casa Publicadora Brasileira.
https://m.egwwritings.org/pt/book/11093.484. Acesso em 03 out 2018

4. Organización Mundial de la Salud: Fomento del consumo mundial de frutas y verduras. Acesso em 03 out 2018

Facebook Comments

sobre saude7 saude7

Além disso, verifique

Boa aparência é sinônimo de saúde?

Já percebeu como algumas pessoas têm o hábito de associar a aparência física à saúde? …

Deixe uma resposta

×

Portal Saúde comciência

Cuidar da Saúde é o Princípio de Deus...

× Atendimento Online!