Novidades

Esportes, princípios de saúde e o compromisso com a missão

A prática esportiva também pode ser uma forma de testemunhar sobre a poderosa mensagem de saúde encontrada na Bíblia, O fortalecimento da saúde é uma das ações que podem despertar o interesse de outras pessoas por um estilo de vida saudável, como o que a Bíblia apresenta

“Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis” (1 Coríntios 9:24).

Este texto faz menção às atividades esportivas da Grécia nos tempos bíblicos. Hoje conhecemos os Jogos Olímpicos em sua versão moderna – uma herança grega -, em que vários atletas se empenham em suas modalidades para ganhar uma medalha.

Atualmente, com os Jogos Olímpicos de Tóquio em curso, há maior evidência do esporte no cenário mundial. E isso nos permite refletir sobre algumas questões ligadas a ele na sociedade e como os cristãos podem se envolver na prática esportiva.

O relatório Movimento é Vida, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, indica que as atividades físicas e esportivas têm uma relação positiva com a saúde, a sociabilidade, a cognição e a qualidade de vida[1].

Por outro lado, também evidencia profundos desafios sociais que interferem no desenvolvimento humano, como a falta de recursos financeiros, de tempo disponível ou de oportunidades para a sua prática.

Princípios

No campo esportivo de alto rendimento, o esporte nem sempre pode ser considerado sinônimo de saúde, uma vez que os atletas chegam ao esforço máximo, causando-lhes lesões e, por consequência, uma vida profissional curta (aposentadoria precoce).

Por outro lado, como alguém que não desenvolve tais atividades de forma profissional, podemos obter benefícios da prática esportiva, dos jogos e das brincadeiras que devem ser ofertadas desde a infância em escolas e espaços comunitários. Para isso, precisamos de políticas públicas que permitam a oferta de espaços adequados e seguros, de profissionais capacitados para orientar a população, assim como de tempo de lazer em boa quantidade e qualidade.

O cristão pode praticar esportes, jogos e brincadeiras, pois podem contribuir significativamente para seu desenvolvimento pessoal, social e espiritual.

Seguindo o conselho bíblico, o que muda é o alvo. Enquanto os atletas se empenham por um prêmio terreno, o cristão-atleta se empenha para pregar o evangelho. E, para isso, ter um bom condicionamento físico é importante.

Não se trata de ter um “corpo perfeito”. Trata-se de ter saúde e bem-estar para cumprir a ordem do mestre: pregar o evangelho a todo o mundo (Mateus 28:19-20).

Legado

Os adventistas do sétimo dia são reconhecidos por sua mensagem de saúde, que inclui o exercício físico. Praticar esportes, jogos e brincadeiras promovem essa mensagem, inclusive, como testemunho para a sociedade.

Que tal aproveitar esse momento olímpico para começar a praticar algum esporte ou atividade física? Lógico, com todos os protocolos de segurança devido à pandemia.

Enquanto isso, aguardamos o dia em que seremos premiados no maior evento do mundo pelas mãos do próprio Cristo, não com uma medalha, mas com a coroa da vida!


Victor José Machado de Oliveira é doutor em Educação Física, professor da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Federal do Amazonas, e membro do grupo Cientistas Adventistas.

Referências:

[1] http://www.each.usp.br/gepaf/wp-content/uploads/2017/10/PNUD_RNDH_completo.pdf

Facebook Comments Box

sobre PORTAL SAUDE 7

Além disso, verifique

Turbine a sua saúde emocional

Se Deus estabeleceu, no Éden, uma alimentação natural para o ser humano, é porque o …

Deixe um comentário